Turma de 95

(2019)

Disponível para digressão

A fotografia foi tirada no átrio do Colégio Salesiano de Lisboa em 1995, o ano em que saiu o álbum Mellon Collie and the Infinite Sadness, dos Smashing Pumpkins, aquela que viria a ser a banda preferida do Miguel N.. Estávamos no 9º ano, o João C. e a Filipa N. estavam apaixonados, o Pedro C.C. sonhava em vir a ser jogador de futebol e o Rui A. foi à televisão imitar o Mickael Jackson. Quase todos tinham uma alcunha: a Testa Rossa, a Cavalona, o Splinter, a Beaver, o Chinês, o Dumbo. Eu, a sétima a contar da esquerda, na fila de trás, era a Olívia Palito.

Em 2019 – 24 anos depois – procurei cada um dos meus colegas de turma para conversar sobre aquele tempo e sobre o rumo que a vida levou depois de tirada esta fotografia.

Raquel Castro apropria-se de um espetáculo como quem se apropria de um clássico do repertório e parte de Class of 76 (da companhia inglesa Third Angel) para descobrir a sua Turma de 95.

 

Ver Trailer

Criação e interpretação Raquel Castro A partir do espectáculo Class of 76, de Third Angel
Apoio à dramaturgia Alexander Kelly Direção de Produção  Vítor Alves Brotas – Agência 25 Desenho de luz Daniel Worm Apoio técnico João Gambino Coprodução Barba Azul (Razões Pessoais), Teatro do Bairro Alto, Espaço do Tempo, Centro de Artes de Ovar, Teatro das Figuras Residências O Espaço do Tempo, Companhia Olga Roriz, Polo Cultural Gaivotas/Boavista Agradecimentos Teatro Meridional e Nuno Samora Estreia 6 de dezembro de 2019 Digressão a Almada (Festival de Almada), Porto (TNSJ/ Uma família inglesa), Faro, Évora, Amadora (Festival Amadora em Cena), Mértola.

[1] Mulheres ao Palco