Depois das Zebras

(2023)

Disponível para digressão

Em plena savana queniana, um grupo de assaltantes, encapuzados com sacas listradas às cores, toma um resort de assalto. Cercados pela polícia, fazem todos reféns gerando uma poderosa união entre hóspedes e staff até ao dia da libertação. Mas só depois dos assaltantes se irem embora é que a história se complica. É que há pessoas que querem que tudo volte a ser como era antes, enquanto umas trabalhavam as outras estavam de férias, e há as outras que teimam para que tudo continue como está, todas trabalham e todas estão de férias. Para apimentar a coisa está hospedada no resort uma família portuguesa que, como se não bastasse, tem também os seus problemas.

CLIPPING

Texto e Encenação Pedro Gil, em cocriação com: Interpretação Carla Gomes, Cirila Bossuet, Cláudio de Castro, João Estima, Pedro Gil e Raquel Castro Figurinos Catarina Graça Apoio à construção das máscaras Rute Reis Costura Rosário Balbi Luz Daniel Worm Cenografia Joana Subtil Execução de Arte Rui Geifão Som e Música Pedro Costa Apoio à Encenação Diogo Andrade Apoio à dramaturgia Raquel Castro Produção Ana Gusmão Gestão e administração Mariana Venes Comunicação João Leitão Residência Artística (Estúdio de Criação) Ana Arinto, Diogo Andrade, Katrin Kaasa, Mário Coelho, Paulo Pinto, Sara Inês Gigante e Tonan Quito Coprodução Razões Pessoais, Teatro Nacional São João, Teatro Municipal de Ourém e São Luiz Teatro Municipal Estreia 18 de Novembro 2023 Teatro Municipal de Ourém Digressão Teatro Nacional São João – TECA, São Luís Teatro Municipal, Centro de Artes de Lisboa

[1] Mulheres ao Palco

[1]