Retábulo

(2024)

Disponível para digressão

Retábulo é um espetáculo, quatro séculos e meio depois do Retábulo das Maravilhas de Miguel de Cervantes, fabricado e composto sob tais paralelos, rumos e estrelas que nem todos estarão aptos a ver que o rei vai nu, assim como nem todos verão o que ouvem, e muita gente não conseguirá ver o que está ao alcance dos olhos. Venham ver.

CLIPPING

Criação, direção e texto Miguel Castro Caldas Criação e interpretações Américo Silva, Mónica Garnel, Pedro Gil, Teresa Coutinho Espaço cénico André Guedes Desenho de luz Cristóvão Cunha Música Sonata Seconda de Giovanni Battista Fontana Direção musical Marcos Magalhães (Teorba: Daniel Zapico; Violino: Nuno Mendes) Apoio à dramaturgia Raquel Castro Apoio ao espaço cénico Carlos Bártolo Direção de produção Ana Gusmão Produção executiva Raquel Rolim Gestão e administração Mariana Venes Comunicação João Leitão Assistência à criação Mariana Fonseca Apoios CRS Advogados, Companhia Olga Roriz, Lavandaria Deixa o Amor Passar e Luís Lemos Cabeleireiros Agradecimentos Ana Matoso, João Pedro Cachopo, Maria Gil, Mariana Guarda, Miguel de Cervantes Saavedra, Paulo Vicente Coprodução Razões Pessoais, Teatro Municipal de Faro e São Luiz Teatro Municipal

Estreia 13 de março de 2024 no Teatro Municipal São Luiz Digressão Teatro Municipal de Faro, Centro de Artes de Lisboa

[1] Mulheres ao Palco

[1]